Domingo, 8 de Março de 2009

Um sinal

 

" Era já noite mas eu corria

corria cegamente pela página fora.

Ou era talvez a rua. Corria

para um encontro

não sei ao certo de quê nem

de

quem.

Um nome um rosto

um corpo nu deitado no abismo.

Mas era uma estrela

que me

guiava.

Era um sismo

era um vento.

Ou talvez a palavra. Ou talvez a palavra.

E por isso eu corria

loucamente corria pela noite dentro"

 


publicado por oha às 19:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Letra para um hino

"É possível falar sem um nó na garganta.
É possível amar sem que venham proibir.
É possível correr sem que seja a fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

 

É possível andar sem olhar para o chão.
É possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros.
Se te apetece dizer não, grita comigo: não!

 

É possível viver de outro modo.
É possível transformar em arma a tua mão.
É possível viver o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

 

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre, livre, livre."

 

 


publicado por oha às 22:54
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Um sinal

. Letra para um hino

.arquivos

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.tags

. todas as tags

RSS